Telefone:
(11) 4478 5000

Localização:
Rua América do Sul, 285 - Parque Novo Oratório Santo André - SP
  • Mantenedores:

Mamotomia: Método diagnóstico onde é realizada biópsia por agulha grossa da mama guiada pela mamografia ou pelo ultrassom.

Qual a vantagem desse método? 

Permite obter grande quantidade de material, melhorando a acurácia do diagnóstico, e às vezes, até a retirada total da lesão evitando cirurgias desnecessárias. Em nossa série 73,8% dos exames revelaram afecções benignas evitando cirurgias.

Qual a importância do método? 

O câncer de mama é a neoplasia maligna mais comum entre as mulheres americanas, sendo que 1 em cada 8 mulheres desenvolverão a doença durante a vida. Nos EUA representa 186.000 casos/ano, sendo responsável por 46.000 mortes/ano. Por tanto, o diagnóstico precoce da doença é de suma importância para melhorar a expectativa de vida dessas pacientes, bem como para garantir melhor qualidade de vida. As microcalcificações estão presentes em 30 a 40% das neoplasias malignas, sendo por tanto, um achado mamográfico importante. A mamotomia permite a retirada de lesões suspeitas com boa acurácia, bem como das micorcalcificações que podem ser detectadas em exames mamográficos de rotina e que necessitem de estudo histológicos. Apesar de ser um método invasivo, permite o diagnóstico sem interferir com o prognóstico e permite boa avaliação da peça cirúrgica.

Mamografia: É importante a realização de exames periódicos em mulheres acima de 40 anos como forma de se detectar tumores precocemente, aumentando as chances de cura. Em geral, sugere-se a realização de mamografia uma vez ao ano.

Mamografia X Ultra-sonografia: A mamografia é o exame de escolha na pesquisa de nódulos ou microcalcificações mamárias. Muitas vezes, porém, o radiologista se confronta com dúvidas que a radigrafia não consegue sanar. Por exemplo, se um nódulo é sólido ou cístico ou em casos de mamas muito densas em que um nódulo pode estar escondido. Nestes casos a ultra-sonografia é muito importante. São, portanto exames complementares e não excludentes.

Biópsia de Mama: Alguns achados da mamografia podem levar a uma continuidade da investigação no sentido de esclarecer a sua origem. A biópsia de um nódulo mamário, de uma área de distorção suspeita ou de microcalcificações com certas características específicas vistas à mamografia é uma das maneiras de se dar seqüência a tal investigação.


Dicionário Médico para o Público: Ginecologia

Amenorréia: Falta de menstruação.

Anexite: Inflamação de ovários e trompas.

Bartholinite: Inflamação da glândula de Bartholin.

Cervicite: Inflamação do colo do útero.

Dismenorréia: Dor em cólica na menstruação.

Displasia Mamária: Doença benigna da mama (dor e/ou cistos da mama).

Endometriose: Localização da mucosa uterina fora do útero, causando dor.

Fibroma ou Mioma: Tumor benigno do útero.

Histerectomia: Operação para retirada do útero.

Laparoscopia: Exame sob anestesia que consiste em introduzir aparelho ótico através de orifício na parede abdominal, para inspecionar a pelve.

Laparotomia: Operação que consiste na abertura do abdome.

Laqueadura Tubária: Operação para ligar as trompas e impedir nova gravidez.

Menopausa: Época da última menstruação ou período que antecede ou sucede a última menstruação. 

Ovários Policísticos: Pequenos cistos benignos do ovário que, em geral, acompanham casos de esterilidade. 

Papanicolaou: Método de prevenção do câncer do colo do útero. 

Colposcopia: Exame de prevenção do câncer do colo do útero.


Dicionário Médico para o Público: Neonatologia

Boletim de Apgar: Sistema de avaliação dos recém nascidos, usando critérios respiratórios, circulatórios e neurológicos e que permite notas de zero a dez. Crianças com notas menores que oito são consideradas deprimidas e merecem reanimação.

Apnéia: Parada respiratória. 

Anoxia: Redução do teor de oxigênio no sangue e nos tecidos orgânicos. É sinônimo de hipoxia e asfixia.

Atelectasia: Expansão incompleta de um pulmão ou parte dele. 

Bilirrubina: Pigmento amarelo alaranjado resultante da decomposição dos glóbulos vermelhos do sangue. 

Método de Credé: Instilação nas conjuntivas oculares do recém nascido de solução a 1% de nitrato de prata visando infecções oculares. 

Candidíase: O mesmo que monilíase ou "sapinho"; micose das mucosas da boca, que se apresenta como flocos brancos. 

Cianose: Cor azulada da pele devida à deficiência na circulação e oxigenação. 

Método de Capurro: Sistema de avaliação da idade gestacional do recém nascido, baseado em critérios físicos e neurológicos. 

Método de Dubowitz: Outro sistema de avaliação de idade gestacional.

Exsanguineo Transfusão: Método terapêutico para icterícias e anemias graves consistindo na troca lenta e sucessiva de pequenas frações do sangue do recém nascido por sangue compatível até se totalizar cerca de duas vezes o volume de sangue da criança. 

Fototerapia: Exposição do recém nascido despido à luz fluorescente branca ou azul, visando redução da taxa de bilirrubina no sangue. 

Icterícia: Coloração amarelada de pele e mucosas por impregnação com bilirrubina. 

Kernicterus: Impregnação por bilirrubina do encéfalo, com graves conseqüências neurológicas. 

Ileo: Parada na movimentação intestinal. 

Mecônio: Substância viscosa de cor verde acastanhada que enche os intestinos do feto e é eliminada nos primeiros dias de vida. 

Doença de Membranas Hialinas: O mesmo que síndrome de angustia respiratória idiopática (SARI); doença das primeiras horas de vida de pequenos prematuros traduzida por intensa dificuldade respiratória com retrações da caixa torácica, e na qual alvéolos pulmonares e bronquíolos terminais se apresentam revestidos por membranas hrialinas. 

Onfalite: Inflamação do coto umbilical. 

Sinal de Ortolani: Manobra feita para verificar existência de luxação congênita do quadril.


 

Dicionário Médico para o Público: Obstetrícia

Aborto: É todo produto da concepção eliminado com peso inferior a 500g ou idade da gestão inferior a 20 semanas.

Líquido Amniótico: Líquido produzido pelo feto e anexos, de renovação contínua. 

Indução do parto: Início artificial do Trabalho de Parto.

Sofrimento Fetal: Situação caracterizada por aporte insuficiente de oxigênio acompanhado de acidose fetal.

Toxemia/DHEG: Doença própria da gravidez caracterizada por hipertensão (140x90 mm) edema e ou proteinúria, a partir de 20ª semana de gestão.

Rotura prematura das membranas: É a rotura das membranas ovulares (âmnio e corion) com saída de líquido amniótico antes do início do trabalho de parto.

Prematuro/Pré-Termo: É toda criança nascida antes da 37ª semana de gestão.

Amniocentese: Punção transabdominal da câmara âmnica com agulha adequada para retirada de líquido amniótico.

Gestão de alto risco: É toda gravidez que traz alguma forma de risco para gestante e/ou para o feto.

Curetagem Uterina: Procedimento utilizado para o esvaziamento da cavidade uterina através de instrumental cirúrgico denominado cureta.

Ultrassonografia / Ultra-Som: Método biofísico que utiliza ondas de alta freqüência de uso em odstretrícia para o diagnóstico da idade da gestação, morfologia, crescimento e avaliação do bem estar fetal.

Provas de Maturidade Fetal: Parâmetros avaliados no líquido amniótico que nos dá indicação bastante precisa do amadurecimento fetal.

Provas de Vitalidade Fetal: Procedimentos que visam o reconhecimento das condições de oxigenação fetal.

Mecôneo: É o conteúdo intestinal do feto, de cor esverdeada (rico em bileverdina) e que quando presente no líquido amniótico freqüentemente se associa ao sofrimento fetal.

Reanimação do RN: Procedimento que visa desobstruir as vias aéreas superiores cheia de líquido amniótico e secreções. Para tanto utiliza-se de um aspirador à vácuo, adequado as condições do RN.

Prenhez Ectópica: É a implantação e desenvolvimento do ovo fora da cavidade uterina. 

Episiotomia: Incisão em nível do assoalho perineal, visando ampliar o canal do parto, facilitando o desprendimento fetal. 

DPP: Deslocamento prematuro da placenta normoinserida antes da expulsão do feto, causando hemorragia materna. 

 

Inserção baixa da placenta ou placenta prévia: Caracterizam-se pela implantação anormal da placenta (no segmento inferior do útero) ou à frente da apresentação.

  • Mantenedores
  • Hospital da Mulher
  • Rua América do Sul, 285 - Parque Novo Oratório Santo André - SP
  • Siga-nos
  • (11) 4478 5000
  • Comunicação: contato@hospitaldamulher.org.br
  • Copyright © 2013 Hospital da Mulher - Todos os direitos reservados